UFJF avalia projetos para planetário

18/05/2010

Tribuna de Minas – 18/05/2010

Orçada em R$ 350 mil, a elaboração do projeto arquitetônico para o Centro Didático de Astronomia da UFJF começou a ser licitada ontem. Duas empresas, de Brasília e do Rio, apresentaram propostas técnicas e de preços, que serão avaliadas pela Pró-reitoria de Infraestrutura até o fim da próxima semana. Após prazo para interposição e análise de recursos e para a efetiva formalização do contrato, a firma vencedora terá 45 dias para entregar o plano geral da construção. A expectativa é que o planetário seja inaugurado até dezembro, em meio às comemorações pelos 50 anos da universidade.

De acordo com o pró-reitor de Infraestrutura, Márcio Resende, o edital para as obras será lançado imediatamente após a conclusão do projeto. Os recursos extraorçamentários para a construção – da ordem dos R$ 6 milhões – já estão garantidos, por meio de emenda parlamentar do deputado Paulo Delgado (PT). Já a concorrência internacional para a compra de equipamentos, marcada para 14 de junho, prevê pagamento máximo de R$ 5 milhões pela aquisição de conjunto didático para astronomia e ciências afins e das peças essenciais ao observatório astronômico.

O projeto

Construído em uma área de 3.500 metros quadrados ao lado do Centro de Convivência do campus, próximo à Reitoria, o Centro Didático de Astronomia da UFJF será o maior planetário fixo do estado. A cúpula com 12 metros de diâmetro irá superar a do único planetário mineiro, pertencente à Universidade Federal da Minas Gerais (UFMG), em 3,5 metros. A tela hemisférica em 360 graus reproduzirá digitalmente o céu como é visto em qualquer parte do mundo, sendo capaz de projetar, pelo menos, sete mil estrelas fixas nos hemisférios celestes Norte e Sul, com sensação de imagens em três dimensões (3D). O observatório terá teto retrátil, para permitir a observação dos corpos celestes, e será equipado com sete telescópios computadorizados de última geração.

A UFJF já possui um planetário inflável no Centro de Ciências, ao lado do Colégio de Aplicação João XXIII. Na unidade, instalada em um domo de lona de seis metros de diâmetro, com um telescópio, são oferecidas aulas de astronomia para professores dos ensinos fundamental e médio. Em todo o país, existem 23 observatórios fixos e quatro móveis, de acordo com a Associação Brasileira de Planetários, sendo o maior deles, com cúpula de 23 metros de diâmetro, no Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *